quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Em verde ou laranja?

Uma indecisão que para muitos não se coloca, especialmente ao tradicional caçador adepto do camuflado, alguns trajes a cheirar ainda a África, velhinhos ainda do tempo do Ultramar repletos de histórias e de outras batalhas que não com perdizes, mas será este tipo de vestuário, o mais indicado na caça de salto e em especial na caça ás Galinholas?
É talvez aqui que esta caça tão envolta em misticismos se desvincula da tradição e da etiqueta ancestral que a caracteriza, não por uma evolução lógica, mas sim por um cuidado e preocupação com um aspecto muito importante, a segurança, o caçador de Galinholas sabe melhor que ninguém da importância destes trajes com cor, com o tempo e muitas vezes com os sustos aprendeu a lição e, é agora tempo de uma nova moda que vai muito além da vaidade e das tendências do momento, é tempo de segurança e eficiência.
É certo e sabido que os terrenos característicos de Galinholas são propícios a acidentes, as vegetações altas e fechadas de estevas e outros arbustos nascidos e
m pinhais homogéneos e compactos, ou eucaliptais com coberto de mato serrado potenciam acidentes. A roupa camuflada ou até os verdes sóbrios são de facto muito comuns até em muitos caçadores de Galinholas, mas sem a menor dúvida devem ser evitados. Nos tempos que correm há cada vez mais, uma maior consciencialização por parte dos caçadores dos perigos inerentes a este desporto, se uma arma é algo deveras perigoso, uma arma de Galinholas e os típicos cartuchos são ainda mais, a maior dispersão do chumbo em canos e cartuchos especiais são um perigo real, aliado a isto uma vegetação fechada e um caçador que se evapora no ambiente são factores mais que suficientes para um acidente.
É importante neste tipo de terrenos sermos vistos e vermos o companheiro ou alguém que por ali ande, para sermos vistos cabe a nós proporcionarmos isso aos outros, como? Vestindo-nos com roupa de cores contrastantes com o ambiente que nos rodeia, o laranja é o mais comum. Um simples colete e um chapéu laranja são o suficiente para evitarmos um acidente perigosíssimo, hoje em dia e com o aumento das novidades e produtos pensados e desenhados para colmatar determinadas lacunas e preencher certos requisitos, fundamentaram muitas e novas descobertas e invenções por parte dos fabricantes de artigos de caça, existem agora no mercado acessórios de extrema utilidade, falo dos inúmeros óculos de protecção disponíveis actualmente no mercado, bem como da diversa roupa de cor laranja que neste momento podemos adquirir a preços acessíveis e de elevada durabilidade. Variadíssimos modelos e padrões mais ou menos do nosso agrado estão á venda em qualquer boa espingardaria, um colete e um chapéu laranjas são mais que suficientes para indicarem a nossa presença na maior parte dos cenários onde actuamos, são também um descanso para o nosso companheiro que rapidamente nos visualiza num terreno todo ele igual e consegue assim fazer mais descansado um tiro já de si complicado.
Sou da opinião que a roupa laranja deveria ser obrigatória na caça de salto, não só ás Galinholas, mas a todas as espécies que caçamos, não creio que uma Perdiz, uma Lebre ou uma Codorniz deixe de ser abatida por vestirmos um colete, ou até mesmo um chapéu Laranja, mesmo que uma ou outra perdiz voada se pudesse desviar, que significado poderia ter isso se um dia este mesmo colete nos salvar a vida!?
Pessoalmente defendo que óculos e roupa de cor contrastante deveriam por lei ser obrigatórias na caça de salto, infelizmente ainda é tempo dos olhares desconfiados e de gozo, quando nos cruzamos com um caçador já de alguma idade e de ainda mais velha mentalidade ao verem-nos de óculos protectores e roupa laranja, é este tipo de mentalidades que um dia estou seguro serão algo do passado, ao vermos caçadores Americanos percebemos que tudo não passa de uma questão de tempo, o que hoje é moda nas Américas amanhã é na Europa, embora seja esta uma moda que deverá chegar rápido e para ficar, dada a sua importância na segurança de todos nós.

1 comentário:

Pedro Miguel Silveira disse...

O uso de, pelo menos, uma peça de roupa laranja, em acto de caça, nalguns estados dos EUA, não é moda, é mesmo imposição legal para benefício da segurança.