segunda-feira, 12 de abril de 2021

Provas de Primavera CPCPB

QAPONE DA PEDRA MUA

Made in Portugal.

Com consciência das qualidades do Qapone, mas desprovidos de qualquer pretensão de resultados, até porque é apenas um cachorro de 13 meses e não há que acrescentar pressão, decidimos os 3, eu, o meu irmão e o Pedro, ir contra todas as expectativas e apresentá-lo em Juniores nas provas de Primavera do CPCPB, com apenas 2 semanas para o Pedro o trabalhar, sabíamos que era ambicioso, mas no fundo foi o Qapone a provar que estávamos certos, apresentado 3 dias e classificando-se 3 vezes fazendo o pleno com um 2ºMB, 1ºMB e 3ºEXC respetivamente, foi sempre em crescendo, com palavras de apreço e incentivo por parte dos juizes.

Um exemplar com boa morfologia, boa mecânica, bom movimento, muito encontrador e com excelente caráter, capaz de aguentar estas exigentes lides do mundo das provas, vemos nele muito mais que um Cão de caça, vemos nele um futuro promissor na competição, façamos agora o caminho correto.

Obrigado Pedro, pelo trabalho, pelos resultados e por também tu acreditares no Qapone e no projeto Pedra Mua.

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Qapone da Pedra Mua

08-04-2021
Primeiro dia das provas de Primavera do CPCPB, Qapone da Pedra Mua primeira apresentação em Juniores, primeiro resultado com apenas 13 meses, 2º MB.

Com pouco mais de 15 dias de preparação, estamos muito satisfeitos com a sua prestação, assim como a do seu condutor, Pedro Alvelos, agora o caminho é em frente.




09-04-2021

Segundo dia de provas, segunda apresentação, segundo resultado para o Qapone da Pedra Mua, 1MB, felizes por ele e contentes com o trabalho do Pedro Alvelos.




10-04-2021

Terceiro dia de provas, terceira apresentação, terceiro resultado para o Qapone da Pedra Mua, 3EXC, muito contentes com a sua prestação, como pelas palavras animadoras dos Juízes.



quarta-feira, 31 de março de 2021

Outono de Pasarin

E assim fechamos a época de contratações de 2021, com a incorporação de um exemplar que nos apaixonou desde a primeira vez que o vimos no campo, este será um exemplar que fará parte da nossa equipa e, devido as suas qualidades naturais, paixão, estilo e morfologia será também um futuro reprodutor do canil.
Uma genética interessante e uma mecânica muito boa, equilibrado de carater como gostamos dos nossos Setters, terá agora vários meses de treino pela frente, de forma a estar à altura das nossas exigências, para que na próxima época seja mais um membro ativo da nossa equipa.

segunda-feira, 29 de março de 2021

Bons Cães não se fazem sozinhos!

Ainda sem saber como será a próxima época, trabalhamos os cães como se estivesse já aí há porta, os bons cães não se fazem sozinhos, requerem dedicação e muito trabalho.

Com cães novos o trabalho é sempre a dobrar, temos de lhes dar oportunidades, temos de lhes dar o máximo de campo possível, temos de criar uma química, uma cumplicidade que só se consegue com muitas horas de campo em conjunto, de forma a trabalharmos como uma equipa, tem de haver um entendimento mutuo e só assim as coisas funcionam.

São estas oportunidades que lhes estamos a dar, fomentar a paixão e desenvolver esta cumplicidade, que dará os seus frutos na próxima época de caça, trabalho que não se vê depois, trabalho que passa despercebido há maioria dos caçadores, veêm e admiram os cães e os filmes, alheios ao trabalho que está por detrás de um bom cão.

sábado, 20 de março de 2021

Voltamos aos treinos.

Mais uma manhã de treinos, muito vento e frio apesar de estar um belo dia de sol, desta vez treinámos com os três Pedra Mua, Qapone, Paris e Naja, bem como com o Joost do Rio Parana, Outono de Pasarin, Pintas da Brisa do Douro e alguns bons Pointer’s que o Pedro levou também para treinar.
Alguns belos percursos que alegraram a manhã, bons andamentos e mostras espectaculares, especialmente do Joost, que dia para dia vai subindo de forma e mostrando do que é capaz.




domingo, 14 de março de 2021

O bom filho a casa torna!

Nova incorporação no canil.

A Paris da Pedra Mua tinha saido em cachorra, mas derivado às suas qualidades conseguimos que voltasse a casa, ficamos muito felizes com isso, pois será uma grande mais-valia para o nosso projeto.

Agradecemos ao Amigo Simão Louro a oportunidade que nos deu de recuperarmos esta magnífica cadela novamente, bem como enaltecer todo o trabalho que fez com ela, uma cadela com muita Paixão, andamento e estilo.

Paris da Pedra Mua (Gadjet du Gourg D’enfer x Lys de la Vallée du Pairon)

domingo, 7 de março de 2021

Dia de Britânicos.

Dia de treinar britânicos com alguns Amigos, Pointer's e Setter's de Muita qualidade, Campeões do Mundo, Campeões Internacionais, jovens em promessas em ascensão, em terrenos muito bonitos de Primavera que por momentos quase esquecemos esta pandemia que nos assola a todos.

Belos percursos dos cães, muito típicos dentro das suas raças, num dia de sol com pouco vento mas bastante produtivo.


terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Em dia de Carnaval, treinamos.

Em dia de Carnaval saímos com os cães ao campo, para aproveitar enquanto as Galinholas cá estão, bem cedo já estávamos a soltar os cães no campo, um dia quente e seco, mas o chão molhado e empapado mostrava o quão severo e molhado foi este Inverno.
As espectativas em ver Galinholas não eram grandes, mas vamos sempre com vontade de as procurar, de ver o trabalho dos cães, e isso ninguém nos pode tirar, no final acabámos por ter um lance com uma Galinhola, bem parada mas que acabou por me sair pelas costas de forma barulhenta, foi a única que vimos em toda a manhã.   


 


sábado, 16 de janeiro de 2021

Manhã de Treinos.

Hoje dedicámos a manhã a treinar a equipa, tínhamos vários cães para mexer, Don VV, Poker da Pedra Mua, Tracy del Zagnis, Qapone da Pedra Mua, Joost do Rio Paraná e a Naja da Pedra Mua, eram vários cães para sair, pelo que decidi sair com alguns em parelha e a estrela da companhia, a Naja, acabou mesmo por ficar no banco.

Foi uma manhã engraçada e bem aproveitada, qualquer tempinho para os mais novos saírem para o campo, é de extrema importância e reflete-se no futuro.

O Don proporcionou-nos um lance muito bonito com uma Galinhola, muito bem parada e que nos deixou fazer um belo filme.


segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Um recital da Naja da Pedra Mua

O frio não era tanto como o que se fez sentir durante toda a semana, hoje teria de inventar, pois não tinha nenhum local que levasse já em mente para caçar, acabei por me decidir à última hora, sem saber se veria alguma Galinhola.

Começámos por uma zona de crença, sem sucesso, o que não era bom auguro, mas longe de mim ou da Naja desistir, continuámos mancha após mancha, até que vi a primeira Galinhola a sair na extrema do couto, longe de mim e ainda mais da cadela, pouco depois a Naja dá com ela, saindo novamente sem me dar hipótese de tiro, novamente a Naja volta a dar com ela numa zona bonita mas fechada, desta vez a sair-me tapada, voltámos ao local onde me tinha saído a primeira vez e ela volta a fazer o mesmo, sai sem que a cadela se aperceba ou sequer estivesse perto, a coisa não estava fácil, a Naja volta a dar com ela novamente perto onde já a tinha parado, um longo período de guias e mostras, a zona demasiado fechada não ajudava, a Galinhola não queria levantar, até que levanta na borda do caminho, tapada por uma mato alto, dou um passo ao lado e vejo a direção para que tinha ido, depressa a Naja faz outra vez tocar o beeper, e desta vez deu-ma de bandeja, dois tiros mal dados, mas largou muitas penas no primeiro tiro, seguiu-se um cobro demorado e complicado, viva tinha andado muito à pata, mas a Naja deu com ela, já não voava, esta tinha sido soada, felizmente correu pelo melhor, são assim estas Galinholas nesta altura, a Naja a dar um verdadeiro recital de bem caçar às Galinholas, deu com esta Galinhola vezes sem conta, fez um trabalho irrepreensível.


Esta pandemia e as medidas de não se poder circular entre concelhos tem-nos limitado a realização de algumas jornadas no couto onde caçamos aos sábados e que fica num outro concelho, desta forma temos caçado bastante menos que em outras épocas, apesar disso, temo-nos divertido com os cães e isso é o mais importante, com um novo confinamento geral iminente, temo que esta tenha sido a ultima Galinhola da época.