sexta-feira, 10 de junho de 2011

Ninhada Veron X Bunshee, primeiras fotos.


Estas são as primeiras fotos da ninhada de Setters Ingleses nascidos no dia de ontem, 6 machos e 2 fêmeas num total de 8 cachorros todos vivos e de boa saúde, uma ninhada muito homogénea com cachorros de bom tamanho. Esperamos que daqui saiam grandes cães de caça e especialmente grandes especialistas nas Galinholas como os seus pais.

2 comentários:

Tiago F. disse...

Boas Sr. Jorge,
Venho aqui relatar um pequeno episódio de caça, acontecido hoje na zona de penela com o meu cachorro setter ingles (macho) desta ninhada, neste momento com apenas 5 meses e 11 dias.
Pela segunda vez esta época, iriam ser colocadas perdizes das mansas na associativa, pelo que decidi levar o cachorro da parte da manha para lhe dar mais algum treino. Logo que amanheceu, sai do carro pronto para as farinhentas, e após andar não mais do que 200 metros, aquilo que para mim era impensável, pelo menos por enquanto, aconteceu.
O cachorro de repente pára-se, de uma forma muito diferente das perdizes. Eu nesse instante olho para a zona que o cão marcava, e vejo um pássaro a sair mais ou menos a 15 metros de distância do cão. Foi tudo muito depressa. O cachorro pára, eu vejo logo aquele pássaro levantar, por breves instantes e logo a seguir o cão faz me uma pequena guia com os membros de trás bastante flectidos. Lindo de se ver. Esse pássaro que levantou na altura pareceu-me uma galinhola, mas foi tão rápido que fiquei sem certezas. Parecia que o cachorro já sabia do que se tratava, sem nunca antes ter visto ou cheirado uma galinhola.
Ligo para o meu pai e conto-lhe o sucedido. Ele diz-me para ir mais ou menos na direcção que ela tinha tomado, pois poderia ser que levantasse de novo. Assim fiz, embora, diga-se de passagem sem qualquer esperança, até porque não tinha certezas. Ando, não mais do que 150 metros para a frente, e o cachorro começa a farejar o ar, faz uma ligeiro controlo e pára junto a uns carrascos. Eu lá me ponho o melhor que posso, começo a andar devagar, o cachorro começa a guiar por não mais do que dois ou três metros e a galinhola levanta.
Eu de tão embasbacado a olhar para o cachorro, pouca reacção tive e apenas consegui fazer um tiro a calculo, muito perto, pois ela encobriu-se logo e infelizmente não ficou, com muita pena minha, já que o cão mereceu de todo cobrá-la, mas que se há-de fazer. Pode ser que para a próxima não escape.
Ainda é um cachorro muito novo. Mas que promete, promete.
Muito Obrigado Jorge pelo cachorro que me vendestes.
Grande abraço, e votos de excelentes caçadas.

Jorge Silva disse...

Caro Tiago,
apesar de criador amador, sempre lhe disse que criava com paixão e seriedade e, em cães de caça e especialmente em Galinholas os cães que crio são sem duvida excelentes, este cachorro vai ainda trazer-lhe muitas alegrias.
Espero que seja a primeira de muitas, um cão com a beleza, morfologia, caracter e paixão que tem toda esta ninhada é um previlégio para quem os adquiriu, e não foi necessário passar muito tempo para perceberem isso, e para perceberem o que realmente tinham em mãos!

Um abraço e boas caçadas com o Gazzol.