terça-feira, 6 de junho de 2017

Ernesto del Zagnis X Elma de Rossulte.

Finalmente aconteceu, depois de quase um ano de espera concretizámos o tão esperado cruzamento entre 2 exemplares com nota máxima em estilo, se tudo correr bem e se a sorte nos der a mão, sairão daqui cachorros morfologicamente muito bonitos e com grande atitude e estilo,  e com uma importante carga genética, agora é aguardar com muita paciência e fé o desenrolar de tão importante ninhada. 

Visualize o Pedigree virtual desta ninhada:





domingo, 4 de junho de 2017

Cores, cada um com a sua preferência.


As cores no Setter Inglês são Variadas, do Laranja e Branco, ao Tricolor nas suas vertentes Branco, Preto e Laranja ou Tricolor em Fígado, passando pelos Blue Belton (Branco e Preto) a terminar nos Fígado, a cor é muitas vezes um factor decisivo na hora de escolher um cachorro.
Há muito que deixei de escolher cães pela cor, a qualidade e carácter são muito mais importantes e decisivos, existem bons exemplares em todas as cores, no entanto, como toda a gente tenho as minhas preferências, assumidamente um apaixonado pelos Setters Fígado.
Das várias cores possíveis, infelizmente nunca me nasceu um fígado em casa, mesmo com fêmeas dessa cor, ao contrário, têm saído daqui fenomenais cachorros tricolores filhos do Don, cachorros que me têm dado grandes alegrias, e que têm feito as delicias de muita gente, com grande carácter e morfologia, de belos movimentos e grande paixão pela caça, a escolha é vasta, poderia mencionar vários exemplares filhos do Don que se tornaram referências nas Galinholas ou nas Perdizes, outros que estão na competição, no entanto, ficam aqui algumas imagens desses magníficos cachorros que contribuíram para que o seu Pai se destacasse também como um Grande Reprodutor.


terça-feira, 30 de maio de 2017

Uma ideia muito vincada quanto à criação.

A criação de cães e a genética envolvida estão longe de ser uma ciência exacta, isto é algo que creio ser do senso comum e que todos concordamos, a questão principal é:
O que é mais importante na transmissão de genes, o Pai ou a Mãe?

Fêmea qual a importância?

Pois bem, quanto a isto tenho uma ideia muito bem definida! Se está provado que o Pai transmite cerca de 80% da carga genética aos cachorros, então um exemplar para ser acima da média e sair do mediano, a mãe tem de transmitir o restante com grande qualidade, foi esta ideia que nos fez procurar grandes fêmeas, e grandes fêmeas não são apenas pedigree, grandes fêmeas têm de mostrar no terreno todas as suas potencialidades, um estilo inquestionável, carater, paixão, morfologia e obviamente uma enorme carga genética, uma boa fêmea tem de ser completa! Se tivermos tudo isto numa fêmea, e a juntarmos a um bom macho, que transmita, então temos mais probabilidades de nascerem cachorros de qualidade, e não dependemos apenas da sorte, e do que um bom macho pode transmitir, forçamos a perfeição, se é que ela existe no mundo dos cães, mas pelo menos, de consciência, estaremos seguramente mais perto dela, pensando desta forma decidimos investir em fêmeas de qualidade comprovada, com estilo, carater, paixão e grandes Pedigrees, estou certo que dispomos de uma base séria e sólida para trabalhar com qualidade.

Macho, qual escolher?

Aparentemente a escolha é óbvia, se procuro cães de Galinholas, então vou cruzar com um macho campeão de Galinholas! Pois bem, os factos contrariam isso, e a minha convicção também, poucos são os campeões de Galinholas filhos de campeões da mesma disciplina, provêm sim na grande maioria de Pais Campeões de Grande Busca, aí é que estão os melhores reprodutores, dali é que saem os cães com estilo, verdadeiramente felinos e com estilo Setter.

As Provas de Galinholas apaixonam-me mas, tenho consciência, até porque já participei e vi in loco os principais protagonistas da Europa, que não são provas pautadas pelo estilo, são provas onde se avalia mais o ponto e a efectividade do que o estilo do cão, pelo que, não é nesta disciplina que seguramente estão os melhores reprodutores, basta analisar os pedigrees dos campeões de Galinholas dos últimos anos para constatar isso. Tendo em conta esta ideia que não é felizmente uma visão apenas minha, que decidi cruzar boas fêmeas, maioritariamente com machos provenientes de Grande Busca, como o Leioandi Ciro ou o Ernesto del Zagnis, nunca esquecendo um cão que me deu muitas alegrias quer no campo, quer como reprodutor, e que poderia ter feito carreira na competição, o Don, desta forma e com a máxima convicção e paixão, trabalhamos para obter resultados superiores e cachorros apaixonantes em todas as suas vertentes, e criar sempre com qualidade e critério, e nunca, mas nunca em quantidade.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Íris de la Vallée du Pairon X Leioandi Ciro

Mais uma grande aposta numa monta onde depositamos uma enorme expectativa, cruzamos a nossa cadela Íris de la Vallée du Pairon com o Campeão da Europa de Grande Busca Leioandi Ciro, filho do Dendaberri Jai, Campeão da Europa de Galinholas e neto do Palaziensis Rambo que dispensa apresentações, o que se pode pedir mais!?

Visualize o Pedigree virtual desta ninhada:


Agradeço uma vez mais ao Amigo Iñaki, que foi incansável em todo este processo!

Agora esperamos que a sorte nos acompanhe e que tudo corra bem com esta monta.

Leioandi Ciro Ch
(*Dendaberri Jai x Tali)
Campeão da Europa de Grand Busca 2014
Melhor cão da semana Pointer Clube 2014
Melhor cão da semana Setter Clube 2014
Vencedor do Troféu Barahona 2014
Vencedor da Taça Espanha 2014
Selecionado para o Copa Europa 2014
Selecionado para o Campeonato Europeu Setter de 2014
Vencedor do Top 10 - 2013-2014 Grand Busca
Melhor cão das provas de inverno Setter Clube 2013
Selecionado para o Campeonato Europeu Setter de 2013
Vencedor da Nevette em França 2012

*Dendaberri Jai Tr
(Palaziensis Rambo x Umblana del Cavaldrossa)
(Ch W0F/ICH, IT T, ITF, Camp. Tr. (Ch GQ)
Campeão da Europa Galinholas 2013  
Trialer Caça Prática Galinholas em Espanha, França, Lituânia.
Trialer Montanha  (Saladini Pilastri - Itália) - Trialer  Busca de Caça - Trialer Primavera. 
Selecionado Campeonato Europa Busca de Caça 2012
Selecionado Campeonato Europa de Montanha 2012
Selecionado Campeonato Europa Caça Prática 2011 
Selecionado Campeonato Europa Busca de Caça 2011 
Galardoado Entre os 4 melhores cães PAN do Setter Clube Espanha 2008 

terça-feira, 25 de abril de 2017

Novo apoio ao nosso projecto.


Mais uma Multinacional de renome que decidiu apostar no nosso canil e na nossa imagem para promover os seus produtos, desta vez foi a Canina, uma marca alemã que fabrica suplementos naturais para animais, com uma gama alargada de produtos muito úteis não só para criadores mas sobretudo a quem tem animais.
A partir deste momento todos os nossos exemplares além de uma alimentação Top, terão como complemento os suplementos da Canina para os ajudar nas desgastantes e longas épocas de caça.
Também as cadelas gestantes e os cachorros vão tomar os suplementos naturais Canina, desta forma pretendemos dar o melhor acompanhamento às nossas cadelas numa altura sempre complicada e aos nossos cachorros mesmo antes destes nascerem.

sábado, 1 de abril de 2017

Jeep da Pedra Mua (Chopin)

Depois de uma grande época de Galinholas, Jeep da Pedra Mua (Chopin), faz segundo lugar na primeira prova do Campeonato Regional de St. Huberto nos Açores, parabéns aos dois, Cão e Condutor, José Carlos Correia.

Boa Sorte aos dois para a próxima etapa.

Clique para ver noticia completa

sábado, 18 de março de 2017

Dia de Treinos


Um dia de Inverno com cheiro a Primavera, foi nestas condições de calor e pouco vento que fomos treinar alguns dos cães.
É sempre bom quando estamos no campo, independentemente do clima, desfrutar dos cães, sentir a brisa na cara, ver os novos exemplares e olhar para os mais velhos noutros terrenos com outros olhos, sem a pressão da caça dá-nos uma outra perspectiva, hoje foi um desses dias, ficámos muito contentes com as qualidades da Lys de la Vallée du Pairon, a nova cadela do meu irmão para a próxima época, bonita no terreno, muito estilista e trabalhadora, morfologicamente um espanto e com grande carácter, será uma bela companheira do meu irmão, seguramente vai desfrutar muito dela. 







segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Best of 2016/17

Dos lances possíveis que consegui filmar esta época, fica um apanhado de alguns deles, alguns deles ainda me deixam a tremer, pena que ficaram muitos outros que com muita pena minha não foi possível eternizar em filme mas que, lembrarei-os apenas eu e seguramente jamais os esquecerei! As filmagens não são fáceis, capturar boas imagens recorrendo apenas a pequenas câmaras que não controlamos não é algo assim tão linear como pensamos, a taxa de aproveitamento dos filmes não passa de 30%, no entanto espero com estas imagens fazer passar a emoção que eu vivo no campo a cada lance dos cães, os verdadeiros protagonistas destas magnificas jornadas de Galinholas.




segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

The End.


Dou por terminada mais uma época, antes de mais quero a agradecer à minha Mulher que, grávida, ficou em casa dias a fio com a minha Filha, é tão bom quando podemos partilhar as nossas Paixões com quem Amamos.
Agradeço ao meu irmão por ter caçado com alguns dos meus cães, isso permitiu ter os cães todos bem caçados, mas também que eu pudesse caçar normalmente com o Ernesto quando o Don e a Íris se aleijaram em simultâneo, o Ernesto estava em forma permitindo-me desfrutar de belos lances.
Fiz mais de 6.000km de carro, cacei em 7 coutos diferentes em 3 distritos, Setúbal, Évora e Santarém, apenas em 3 jornadas não fiz qualquer levante, foi uma grande época com muitas Galinholas, pouca chuva, dias “quentes” fizeram com que se tornassem muito andarilhas e difíceis mas, com a ajuda indispensável dos cães, os lances iam-se sucedendo e cada uma cobrada tinha um sabor muito especial.
Tudo começou ainda em Novembro, com uma primeira Galinhola cobrada com a Íris, que rapidamente tomou conta dos terrenos, muito rápida e encontradora, segura e constante, transformou as minhas jornada num vicio, confesso que me viciei em caçar com esta cadela, o esforço foi grande, para a encontrar, para a comprar, e para a ir buscar a França mas, valeu cada um dos difíceis Km daquela viagem, cada Galinhola parada fazia esquecer tudo o que ficou para trás!
O Don não há muito a dizer, um Grande Cão, a idade não se fez sentir, uma lesão no início da época fez com que tivesse de dosear o esforço e tivesse 2 semanas parado mas, depois tudo voltou ao normal, e o normal é, inventar Galinholas, encontra-las nos locais onde nenhum outro cão vai, fazer o difícil parecer fácil, enfim, é o meu Don de sempre.
O Ernesto, cacei pouco com ele desde que entraram as Galinholas, andou a caçar com o meu irmão, mas quando necessitei dele não me deixou ficar mal, prossegui com eficácia a época, um cão lindíssimo, forte e galopador, que cumpriu a sua tarefa quer nas minhas mãos mas essencialmente nas do meu irmão.
Em resumo, uma época dura, felizmente sem acidentes, meus ou dos cães, muito seca e quente, com muitas Galinholas e repleta de lances maravilhosos, de momentos inolvidáveis e intensos, uma época que deixa saudade, agora é desenvolver outros projetos, e ir mexendo os cães de olhos postos já na próxima época.  
Fico ainda muito feliz, pelos resultados dos vários exemplares Pedra Mua que fizeram as maravilhas de muitos Amigos, do Continente às Ilhas, proporcionando aos seus donos momentos únicos, vários foram os exemplares que se revelaram está época, é um enorme orgulho. 


Fica o relato do último lance da época, um típico lance da Íris, rápida a guiar serpenteando pelo terreno, sempre de nariz no ar, controlando a emanação sem se apoiar no rasto, terminando com uma grande mostra e um tiro largo que achei ter errado, mas uma pena caída do ar ao sabor do vendo ditava outra sentença e desmentia a minha certeza, um cobro demorado e difícil de mais de 45 minutos, mas a experiência, a insistência minha e da cadela permitiram cobrar mais uma Galinhola, abri e fechei a época com a Íris.