domingo, 1 de dezembro de 2013

Um dia especial!

Este sábado a jornada seria inevitavelmente diferente, desta vez tinha uma companhia pouco habitual mas muito especial, levava a minha Mulher, não era a primeira vez que me acompanhava nestas aventuras cinegéticas mas há algum tempo que já não ia comigo à caça e, desta vez cabia-lhe a ela as filmagens e fotos.
A manhã começou mais quente que as espectativas, logo ao inicio e ainda bem perto do carro ouço o Beeper da Shiva, pensei até que estava a fazer as necessidades da manhã mas, não fosse mesmo uma galinhola, corro à cadela, vejo então uma galinhola a vir do lado da cadela sem tempo para nada atiro mesmo sem colocar bem a arma à cara, foi tão rápido que não fosse as penas brancas no ar, não sabia se lhe tinha acertado, depois seguiu-se um cobro dificílimo da Shiva e aí estava a primeira, a Vanessa nem queria acreditar, “já?!” dizia ela incrédula…

Depois foi um festival da Shiva e outro nosso, a Shiva parou 4 Galinholas muito bem paradas, algumas em locais complicadíssimos, e 2 seguidas em menos de 50 metros, onde me saíram as 2 tapadas e que eu errei, será que se pode dizer que desta forma são erradas, será que todas as que falhamos são erradas? Pois não sei, estas são normalmente aquelas que, quando acertamos ficam na memória pela dificuldade!
Esta jornada teve de tudo, 7 Galinholas, 10 levantes onde 3 se levantaram literalmente aos pés, uma delas tão perto da Vanessa que se assustou quando ela levantou e fez aquele típico pá, pá, pá do bater de asas.
Isto de Mulheres no campo é diferente, olham para tudo, comentam tudo, cheiram tudo, comem tudo! Depois ter comido “todos” os medronhos da Herdade, continuámos a caçar e a ver o excelente trabalho da Shiva, estava inspirada, dava gosto, dá gosto caçar com ela, a atitude a beleza e a segurança como lida com as Galinholas são impressionantes, falta-lhe apenas a experiencia e conhecimentos adquiridos com os levantes proporcionados jornada após jornada.
Enfim, um dia especial, uma companhia especial, uma cadela especial, foi uma bela jornada, cansativa mas produtiva, a Vanessa viu de tudo, Galinholas a voar, a cair, a serem paradas, a levantarem-se aos pés, deu para tudo!  
 
 
 

Sem comentários: