domingo, 3 de março de 2013

CRÓNICA DE UMA LIBERTAÇÃO.


Tudo começa numa noite rigorosa no início de Dezembro, quando recebo um telefonema do caro Pres. Lorenzo Carnacina que me informa que "há uma situação de emergência" na Croácia.
Dentro de minutos, graças a um eficiente contacto pude falar com "o homem croata" num italiano excelente informa-me do que tinha acontecido.
Praticamente tudo tinha acontecido naquela noite, durante uma violenta tempestade de neve num posto aduaneiro entre a fronteira Bósnio/Croata sob poderosas luzes que iluminaram os terrenos do posto fronteiriço quando subitamente, começaram "a chover Galinholas". Aconteceu então naquela noite tempestuosa, mais de 150 Galinholas tinham caído numa confusa manifestação em frente a funcionários aduaneiros e habitantes locais, onde se inclui um caçador que recolheu pelo menos 25 Galinholas das mãos bósnias que definitivamente iriam ser vendidas
A nossa intervenção tem sucesso em primeira instância, para parar o bósnio assistiu ao "milagre da chuva."
Com algum esforço consigo contactar um Centro em Zagreb na Croácia, pedindo-lhes apoio nos pontos de acção imediata, mas com isto já passaram mais de 24 horas.
As dificuldades logísticas, climáticas e problemas de tempo, condições de reactividade não pressagiam um bom final para as galinholas infelizes à má sorte nas mãos do bom homem bósnio.
A prontidão e eficácia de Stephan (o croata caçador) a sua ajuda foi fundamental no terceiro dia e assim um grande número de galinholas exaustas e subnutridas mudam de mãos para serem finalmente conduzidas para a liberdade.
Estamos muito orgulhosos de termos sido capazes de contribuir para um final feliz mesmo que com um resultado parcial impedimos o pior destino para estas galinholas num inverno rigoroso nos Balcãs.
Felizmente as boas origens sociais e culturais dos caçadores às vezes diferentes são capazes de ser acompanhados por igual sensibilidade e respeito para com um animal tão nobre como delicado e vulnerável. HONRA O NATURALISTA CAÇADOR!

Fonte
Amici di Scolopax


Sem comentários: